A paixão vale ouro… na vida e nos negócios!

Quer um negócio de sucesso? Então, encontre a sua paixão. Esse é o ouro e o ingrediente para um negócio de sucesso a curto, médio e longo prazo.

E, agora, poderá estar a pensar: “mas eu não tenho ou não consigo identificar uma paixão que possa transformar em negócio”. Acredite que isso não é verdade. Acredite. Todos temos alguma coisa dentro de nós, que vibra, que ilumina, que é a nossa paixão. Às vezes, pode ser ainda uma mera curiosidade ou um interesse, mas, à medida que vai dedicando mais tempo a explorar esse interesse, essa curiosidade, vai apercebendo-se que a pode transformar num negócio. Sim, num negócio! E, sim, pode transformar-se naquilo que é o seu projeto de vida e em algo que lhe vai proporcionar bastante abundância, concretização, realização e prosperidade.

Em todos os meus programas, online e presenciais, a questão essencial é esta:  como pode descobrir e transformar as suas paixões e talentos num negócio de sucesso? E é muito interessante, porque há muitas pessoas que, quando iniciam esta caminhada, pensam que não têm paixões e, depois de algum tempo, começam a aperceber-se que, afinal, têm muito mais do que imaginavam. A verdade é que, ao longo da nossa vida, somos conduzidos para o fazer, fazer, fazer e, raramente, nos concentramos no ser e no que realmente gostamos de fazer.

Acredito que se cada um de nós explorar aquilo a que está destinado a fazer, as coisas começam a acontecer. Durante muito tempo, eu acreditei que o meu propósito de vida passava pelo jornalismo. Licenciei-me nessa área, fiz o mestrado, fiz estágios internacionais, desenvolvi jornalismo na rádio, na televisão, na imprensa, mas, a determinada altura, senti que o caminho, afinal, não era por aí. Não me sentia 100 por cento realizada, não me sentia 100 por cento satisfeita e foi, nessa altura, que comecei uma busca interior para perceber o que gostaria realmente de fazer. Descobri que sentia um interesse pela área do Desenvolvimento Pessoal. Apercebi-me que me interessava por tudo o que havia nessa área, desde livros, formações, workshops, documentários… tudo isso despertava a minha curiosidade.

Na época, ainda não era uma paixão, porque não sabia muito sobre o assunto, não tinha ainda dedicado o tempo suficiente para perceber se podia transformar aquilo numa paixão. Mas essa minha curiosidade, na qual fui investindo e dedicando mais tempo, mais atenção, mais energia era, afinal, muito mais do que uma curiosidade. Era um interesse e esse interesse transformou-se numa paixão e essa paixão transformou-se naquilo a que eu hoje chamo o meu propósito de vida e o meu negócio. Ou seja, eu hoje ajudo pessoas a descobrirem aquele que é o seu propósito de vida e a transformarem-no num negócio.

Então, o desafio que lhe faço é que reflita sobre aquilo que o apaixona. E se não encontrar nada que ache que o apaixone, faça uma lista de coisas que despertam, naturalmente, a sua curiosidade e o teu interesse. Por exemplo, os assuntos sobre os quais gosta de falar, o tipo de temas sobre os quais gosta de ler, o tipo de atividades em que gosta de participar… Faça uma lista e depois perceba quantas dessas coisas está a aplicar no seu negócio, na sua profissão. E, se ainda não está a aplicar, como poderia transformar tudo isso num projeto de vida, num negócio de sucesso e partilhar com o mundo essas suas paixões.

Ana Cristina Rosa



X