batimento_nova-vita

Os altos e baixos da sua vida são como os batimentos cardíacos

Um dia estava a navegar no Facebook e vi um vídeo, de um autor muito inspirador que sigo, e ele fez uma analogia muito interessante na qual dizia que quando morremos a nossa linha do coração torna-se numa linha estática, parada e reta e quando estamos vivos essa mesma linha é feita de altos e baixos, com picos em cima, depois em baixo, depois novamente em cima e novamente em baixo.

Achei esta análise muito interessante e, ao olhar para essa imagem dos altos e baixos, vejo que vem exatamente ao encontro daquilo que defendo. O facto de que quando se tenta viver uma vida sempre igual, uma vida onde não existem altos e baixos, não se está a viver verdadeiramente, pois quando nos desafiamos, quando saímos da nossa zona de conforto, é nesses momentos que surgem os altos e baixos, é quando se pode ganhar ou perder, é quando vem o medo, a confiança, o sucesso e, por vezes, também o fracasso, é quando se tem sorte ou azar.

Existe sempre esta dualidade de em cima e em baixo e para mim esta analogia faz muito sentido.

Reflexão

Referindo um pouco a vertente do empreendedorismo, que é o meu trabalho, neste meio não deixa de ser diferente, pois não vai ser sempre um mar de rosas, nem vai ser sempre tudo maravilhoso. Muitas vezes vão existir momentos em que se vai pensar no porquê de estar a fazer aquilo e vão também surgir outros momentos em que se acha que tudo é fantástico e que foi a melhor decisão que tomou.

Porém, aquilo em que tem de se focar é que nesses momentos em que as coisas não estão a correr tão bem, são os momentos em que é preciso perceber que de seguida virá um momento mais positivo e que é nesses momentos que se coloca à prova.

É muito fácil e simples ser positivo e otimista quando tudo corre bem, o mais desafiante é continuar a ser positivo e otimista quando tudo se torna mais desafiante.

Desafio

Olhe para as várias áreas da sua vida, para o seu negócio, caso já tenha um ou esteja a começar a criá-lo, e pense: neste momento quais é que são os grandes desafios que está a ultrapassar, quais é que foram os desafios que já ultrapassou e, ao invés de olhar para eles com revolta, medo ou pessimismo, agradeça pelo facto de lhe mostrarem todos os dias que quando eles existem é porque se está a permitir viver. É porque se está a permitir sair da sua zona de conforto.

Tal como o nosso coração, também a vida é feita de altos e baixos, assim como o nosso negócio. Então esses altos e baixos vão sempre fazer parte do caminho e cabe-nos a nós olhar para eles e mudar a nossa perspetiva, encarar como um fracasso, como o fim do mundo ou encarar como uma aprendizagem para na próxima vez podermos fazer melhor.

Ana Cristina Rosa

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Outros artigos:

FICA ATUALIZADO SOBRE TUDO O QUE FAZEMOS E PUBLICAMOS

X