cérebro_nova vita

Que programas estão instalados na sua máquina poderosa?

Quase que  poderíamos comparar o nosso cérebro a um computador onde os dados introduzidos dão uma resposta. Quando existe alguma área da nossa vida onde não temos os resultados que gostaríamos, é fundamental entender qual foi o programa introduzido que está a dar essa resposta. É importante perceber e identificar o mapa mental e o programa para depois se poder desprogramar e voltar a reprogramar com os códigos que realmente se quer.

Estes são pontos tratados na Programação Neuro-Linguística (PNL), em que percebendo a estratégia da mente e do corpo ou a sequência dos nossos pensamentos e ações (programação), a forma como é processada toda a experiência externa através dos 5 sentidos: Visual; Auditivo; Cinestésico ou Táctil; Olfativo; Gustativo (Neurologia), e ainda de que forma é que usamos a linguagem da mente e como ela nos afetada (Linguística), para que de forma consciente consigamos interagir nesta dinâmica para alcançarmos os objetivos desejados.

Dois pressupostos da PNL sobre os quais é importante refletir:

Primeiro: Todos fazemos parte de um sistema.

É possível perceber que estamos todos ligados e que fazemos parte de um sistema, onde todos os comportamentos e atitudes têm um impacto nas pessoas à nossa volta, direta ou indiretamente. Então quando se depara com situações menos agradáveis é importante questionar até que ponto contribuiu para que essa situação tenha aquele resultado. Tendo sempre presente que faz parte de um sistema e que influencia o mesmo.

Segundo: Há uma intenção positiva por trás de todos os comportamentos.

Numa primeira reflexão este pressuposto pode parecer muito desafiante de integrá-lo. Porquê? Porque todos aqueles comportamentos que desaprova e até mesmo os que mexem com os seus valores, inclusive situações atrozes, têm por trás uma intenção positiva.

Desta forma, é importante começar a olhar para as pessoas separando o comportamento da pessoa e tentar perceber qual a intenção que está por trás do comportamento que desaprova, que não tem que concordar mas de certa forma consegue compreender, tornando-se assim mais flexível. Ter presente que todos os comportamentos têm uma intenção positiva.

É importante passar a ter este desafio na nossa vida, olhar para a pessoa para além do comportamento e tentar ver qual foi a sua intenção positiva.

Patrícia Rosa

High Performance Leadership Coach & Trainer



X