Será que avalia de forma correta os comportamentos de todos os membros da sua equipa?

Para um bom relacionamento interpessoal com a sua equipa é essencial que tome consciência que a avaliação que se faz dos comportamentos dos outros é fortemente influenciada pela imagem e relação que tem com a pessoa.

Imagine que certo elemento da sua equipa tem um comportamento que desaprova, como reage perante essa situação?

Se for uma pessoa que considera como alguém válido e profissional e a quem aquele comportamento não é comum, irá justificá-lo com uma causa externa, dizendo, por exemplo, “este comportamento não é normal, de certo que aconteceu alguma coisa que a deixou assim”.

Por outro lado, se for alguém sobre a qual já não tem uma imagem positiva, o que vai acontecer será exatamente oposto. Se essa pessoa tiver um comportamento desadequado, o que vai pensar será “que pessoa arrogante, realmente não consegue trabalhar em equipa”. Ou seja, vai avaliar o comportamento de acordo com a imagem pré-concebida que já tem da pessoa, não tentando justificar com uma situação externa, como faz quando é alguém de quem tem uma imagem positiva.

Mas porque será que agimos assim?

O que acontece é que o nosso cérebro prega-nos partidas e há que ter atenção. Tem de estar mais consciente e tentar separar as relações que tem com os diferentes membros da equipa da situação em si, de forma ser mais justo na avaliação que faz.

É necessário ter uma atitude mais imparcial, sabendo à priori que o cérebro nos compromete nas avaliações que fazemos.

Um Líder precisa de uma Equipa comprometida, e uma Equipa precisa de um Líder –

Patrícia Rosa

Patrícia Rosa



X