Consciencializar. Comprometer. Observar

Para se comprometer com os seus resultados, tem de existir uma primeira fase de consciencialização. Para isso é necessário observar-se a si mesmo. Observar os seus comportamentos, as suas atitudes, questionar e tentar perceber o que está por trás dos mesmos. É, sem dúvida, fundamental que este primeiro passo seja feito, pois é um grande trabalho de autoconsciência e de autodesenvolvimento.

Quanto é que, efetivamente, aposta no seu desenvolvimento? E o que faz para que isso aconteça?

Quando foi a última vez que leu um livro? Que tirou um curso? Que fez uma reflexão diária sobre aquilo que fez bem e aquilo que gostaria de alterar?

Questione os seus comportamentos. Quando foi a última vez que fez isso? Ou se o faz, com que frequência?

Reflexões

Segundo uma escala de 0 a 10, sendo 0 nada satisfeito e 10 a escala máxima de satisfação, quanto se considera realmente um exemplo de liderança? O que considera ser “um bom líder”?

Se lhe perguntassem, novamente numa escala de 0 a 10, o quanto gostaria de ser liderado por um líder como você? Quão satisfeito se sentiria?

Por último, com a mesma escala, quão motivado está para se desenvolver enquanto líder? Quanto é que está comprometido com o seu desenvolvimento?

Autoconsciência

1º Passo –  é tomar consciência das coisas que pretende alterar.

2º Passo –  é tomar uma decisão relativa a essa tomada de consciência.

3º Passo –  é fazer algo com essa decisão que tomou.

Se está numa fase em que tem consciência de que tem de mudar, mas se não toma nenhuma decisão e se não a coloca em ação então de nada vale.

– Que aspetos é que está consciente relativo aos seus comportamentos e atitudes que quer alterar e desenvolver? Que decisões tomou em relação a isso? O que está, efetivamente, a colocar em prática e qual é o plano de ação?

UM LÍDER PRECISA DE UMA EQUIPA COMPROMETIDA, E UMA EQUIPA PRECISA DE UM LÍDER – PATRÍCIA ROSA

Patrícia Rosa



X